Programa Social

Programa Social

Saiba mais sobre o PDCIS, programa social por meio do qual promovemos o desenvolvimento territorial sustentável em regiões de vulnerabilidades

Nós promovemos o desenvolvimento territorial sustentável a partir do PDCIS, nosso programa social, que contempla ações em seis frentes integradas, visando o combate à pobreza e à desigualdade: educação para o desenvolvimento sustentável; conservação ambiental; desenvolvimento econômico; inovação e tecnologia; cidadania e governança; e coesão e mobilização social.

O PDCIS foi criado em 2003 e é uma tecnologia social de impactos comprovados que fortalece a agricultura familiar, respeitando a vocação das comunidades beneficiadas para alavancar crescimento econômico com inclusão, em harmonia com o meio ambiente.

Há quase 20 anos, nosso programa social está em andamento no Baixo Sul da Bahia. Após ter comprovados os impactos do PDCIS, consolidamos sua sistematização, viabilizando que o programa seja reaplicado em outros contextos de desigualdades. Clique aqui e saiba mais sobre as práticas que desenvolvemos em nosso programa.

Nossa atuação

A partir de nossa tecnologia social, unimos forças no combate à pobreza e desigualdade, mobilizando poder público, iniciativa privada e sociedade civil para promover o desenvolvimento territorial sustentável em regiões de vulnerabilidades.

Essa governança participativa é fortalecida pelo nosso trabalho em parceria com organizações da sociedade civil dos locais onde atuamos. Juntos, assumimos um compromisso para que jovens e suas famílias possam viver no campo em harmonia com o meio ambiente. 

Você sabe o que significa a sigla PDCIS? O programa foi fundamentado por Norberto Odebrecht, nosso fundador, e a sigla quer dizer Programa de Desenvolvimento e Crescimento Integrado com Sustentabilidade .

Saiba mais sobre nossas seis frentes de atuação!

    • Educação para o desenvolvimento sustentável
      o objetivo desta frente é oferecer às pessoas, especialmente aos jovens, as habilidades, competências e conhecimentos necessários à construção do desenvolvimento sustentável, por meio da promoção da educação contextualizada e de qualidade orientada para a conservação ambiental e sustentabilidade, formação ética e para valores, que constituem a base para o protagonismo juvenil.
    • Desenvolvimento econômico
      frente que favorece o desenvolvimento econômico e a inclusão social pelo fortalecimento da agricultura familiar; incentivos à economia rural; apoio nos processos de gestão, produção, beneficiamento e comercialização; promoção de segurança alimentar; incremento de renda; acesso a mercados mais justos; e orientação para reinvestimentos e para estruturação de sistemas produtivos sustentáveis.
    • Conservação ambiental
      esta frente estimula a conservação do meio ambiente e da biodiversidade, possibilitando o uso racional dos recursos naturais, com destaque para: proteção dos recursos hídricos, restaurando e conservando matas ciliares e nascentes; promoção do desmatamento evitado; conservação do solo e da água; implementação de práticas agroecológicas, neutralização de carbono e revegetação; e apoio para acesso ao saneamento básico, incluindo a orientação para manejo correto de insumos e de resíduos.
    • Inovação e tecnologia
      visa fomentar a inovação no campo, desenvolvimento de novos produtos e de comercialização; aplicação de tecnologias para aumento de produtividade; diversificação de cultivos; e disseminação de boas práticas agrícolas e agroecológicas, incluindo a reconversão de áreas em sistemas agroflorestais.
    • Coesão e mobilização social
      esta frente possibilita a união das pessoas em torno de objetivos comuns atingidos pelos estímulos ao engajamento em organizações socioprodutivas; formação de novas lideranças; incentivo à permanência no campo; empoderamento das comunidades; formação de uma consciência coletiva; e fortalecimento da identidade cultural, autoestima e senso de pertencimento das pessoas a suas comunidades.
    • Cidadania e governança
      a prioridade desta frente é tornar o cidadão consciente do conjunto de direitos relativos ao bem-estar econômico-social, possibilitando o acesso às políticas públicas e de crédito e o fortalecimento do Sistema de Garantia dos Direitos da Criança e do Adolescente.

O PDCIS em números

    • 12.794 mil pessoas beneficiadas direta ou indiretamente
    • 179 comunidades e 15 municípios impactados
    • 349 adolescentes recebendo educação de qualidade
    • 388 projetos produtivos implementados
    • 289 ações de multiplicação de conhecimento
    • Faturamento de R$ 20 milhões de cooperativa parceira 
    • 540 hectares de áreas conservadas
    • 70 mil árvores plantadas

*Dados relativos apenas ao ano de 2020

Newsletter
Receba nossas novidades
Basta informar seu nome e melhor e-mail.
preload
2018 - 2021. Fundação Norberto Odebrecht. Todos os direitos reservados.
Produzido por: Click Interativo - Agência Digital