Comunicação

09h00

Fundação Odebrecht apresenta sua Tecnologia Social em coletiva de imprensa

Realizada em formato virtual, coletiva debateu a sistematização da Tecnologia Social da Instituição e os próximos passos para sua reaplicação

Compartilhe
Tamanho do texto

Na manhã desta quarta-feira, 02, a Fundação Odebrecht apresentou sua Tecnologia Social, recentemente sistematizada, para veículos de comunicação da Bahia. A coletiva de imprensa, realizada em formato totalmente virtual, teve como foco principal compartilhar o trabalho de sistematização do PDCIS, Programa Social da Fundação Odebrecht, dando luz à publicação “Como implementar o PDCIS”, documento que sintetiza o conhecimento acumulado em quase 20 anos de Programa. 

Jornalistas dos veículos Correio* e A TARDE, além de profissionais dos portais Bahia Econômica, Bahia Já, Revista Lets Go Bahia, Valença Agora e Farol da Bahia estiveram presentes no encontro. Marcelo Gentil, responsável por Comunicação e Relações Institucionais na Novonor para o Nordeste, e Camila Giuliani, integrante da equipe de Comunicação da Fundação, recepcionaram os jornalistas convidados, dando início à coletiva. 

Criado em 2003 e coordenado pela Fundação Odebrecht, o PDCIS é um Programa Social de impactos comprovados que materializa a estratégia da instituição para a promoção do desenvolvimento territorial sustentável. Fabio Wanderley, Superintendente da Fundação,  destacou os desafios e conquistas de 2020: “Apesar de estar sendo um ano muito desafiador para todos, nos mais variados setores, também tem sido um período de importantes conquistas para nós. Em setembro, demos um importante passo em nossa história. Realizando um desejo antigo da nossa instituição, iniciamos o processo de sistematização do nosso Programa Social, o PDCIS, visando reaplicá-lo em outros contextos de desigualdades e assim beneficiar ainda mais pessoas”, pontuou.

Coletiva reuniu profissionais da imprensa baiana para falar sobre a Tecnologia Social da Fundação Odebrecht

Na sequência, Cristiane Nascimento, responsável por Sustentabilidade, Parcerias e Comunicação na Fundação Odebrecht, apresentou o trabalho de sistematização, que culminou na publicação Como implementar o PDCIS. “O objetivo da sistematização é justamente demonstrar que as contribuições do PDCIS foram decisivas para concretizar um valioso patrimônio cultural e intelectual. Queremos também suprir instâncias Governamentais e Institucionais de modo a nos tornar uma referência brasileira como Modelo para o Desenvolvimento e Crescimento Integrado com Sustentabilidade”, conta Cristiane.

Os jornalistas presentes puderam tirar dúvidas sobre a Tecnologia Social da instituição, buscando ainda compreender mais sobre como tem sido a execução do PDCIS durante o momento de pandemia, como funciona o processo de formação dos jovens apoiados e o número de pessoas direta e indiretamente beneficiadas pelo Programa.

Também participaram da coletiva dois líderes de instituições parceiras da Fundação no Baixo Sul da Bahia na realização do Programa: Francisvaldo Roza, diretor da Casa Familiar Rural de Igrapiúna (CFR-I) e Juscelino Macedo, Presidente da Cooperativa de Produtores Rurais de Presidente Tancredo Neves (Coopatan), que explicaram aos jornalistas, com lugar de fala, os impactos do PDCIS junto às famílias beneficiadas.

“Falar da Casa Familiar e falar do PDCIS é falar de transformação social. O jovem se torna uma liderança onde vive. Há também um desenvolvimento econômico, social, emocional. Eles são vistos como protagonistas. Hoje, atuamos em boa parte do território do Baixo Sul”, disse Roza. Já Juscelino compartilhou a experiência de como a cooperativa está levando produtos feitos a partir do trabalho de pequenos produtores rurais do Baixo Sul para grandes centros. “Estamos presentes em todas as redes varejistas da Bahia. Podemos dizer que a agricultura familiar conseguiu estar no meio das grandes multinacionais, competindo de igual para igual, e sendo formada por pequenos agricultores”, afirmou Macedo.

A publicação Como implementar o PDCIS, em sua versão de visibilidade, está disponível para toda a sociedade no site da Fundação Odebrecht. Para ter acesso à versão de reaplicação, destinada a gestores públicos, empresas privadas e suas lideranças, investidores e empreendedores sociais que desejem implementar o PDCIS de forma contextualizada às suas realidades, basta entrar em contato com a Fundação Odebrecht pelo e-mail fundacao@odebrecht.com. 
 

Newsletter
Receba nossas novidades
Basta informar seu nome e melhor e-mail.
preload
2018 - 2021. Fundação Norberto Odebrecht. Todos os direitos reservados.
Produzido por: Click Interativo - Agência Digital